Nós queremos conhecer você! Responda a esta rápida pesquisa.

Serra SC Online

Blog da Redação

Publicidade

Agora vai? Técnicos do Cindacta II vistoriam equipamentos do Aeroporto Correia Pinto

Publicado por Mário Cesar Silva - 22/05/18 19h53

A resolução das pendências apontadas pelo Segundo Centro Integrado de Defesa Aérea e Controle de Tráfego Aéreo (Cindacta II), da Força Aérea Brasileira (FAB), no Aeroporto Federal Antônio Correia Pinto de Macedo, em Lages, está com suas medidas corretivas em vistoria por parte de técnicos do referido órgão federal, sediado em Curitiba. O secretário do Desenvolvimento Econômico e Turismo de Lages, Mario Hoeller de Souza, acompanha o trabalho dos especialistas. “As necessidades de obrigatoriedade da prefeitura foram correspondidas 100% e estamos aqui novamente para que, em qualquer eventual inconformidade neste período, seja imediatamente resolvida. Até agora não nos foi informada nenhuma demanda que comprometa, e sim melhorias que precisam ser feitas. Não existe nenhum impedimento por enquanto, ou sinal de manter a suspensão dos voos por instrumento”, adianta o secretário.

Por sua vez, a empresa administradora do Aeroporto, Infracea Controle de Espaço Aéreo, Aeroportos e Capacitação Ltda., também obedeceu às determinações do Cindacta II. Todas as 36 respostas às não conformidades averiguadas em ocasião anterior foram apresentadas e agora se aguarda a análise.

O gestor aeroportuário, Klaus Klinger, informa que os inspetores do Cindacta II verificam documentação e equipamentos dos setores de Rádio e Estação Prestadora de Serviços de Telecomunicação e Tráfego Aéreo (EPTA). Na sexta-feira (25 de maio) haverá uma reunião de encerramento pós-vistorias e se espera o sinal positivo do resultado favorável à volta da operacionalização de voos com auxílio de instrumento, diferentemente do que ocorre hoje, por método visual. “Quanto à liberação da Instrument Flight Rules (IFR) não temos certeza se sairá na sexta ou se será gerado primeiro o relatório com data específica para autorização da retomada dos voos por instrumento. Estamos na expectativa de que consigamos a liberação até esta sexta”, aponta Klaus.

Está em andamento a checagem dos instrumentos barômetro, medidor da pressão atmosférica e anemômetro, aparelho que mede a velocidade do vento. “Nós instalamos os dois barômetros (um principal que já existia e colocamos um segundo, reserva, ambos sendo testados pelo Cindacta, a dar o seu parecer), cumprimos o que nos foi solicitado, encaminhamos os documentos”, reitera o diretor de Operações da Infracea, Jorge Odir de Oliveira Franco. No Aeroporto, a Infracea mantém cinco técnicos.

Na reunião mais recente haviam sido apontados cinco pontos de não conformidades, relacionados a barômetro, anemômetro e as demais são procedimentais e normativos. Estas duas últimas já totalmente resolvidas. Em vistoria anterior foram destacados 31 pontos, destes, depois de levantamento a partir de relatório, chegou-se a 36.

Atualmente há basicamente oito não conformidades ainda não deferidas. “Destas oito, para esta vistoria estão em análise cinco principais. Temos de mostrar tudo o que fizemos até agora. Há um prejuízo porque a gente se sente como parte da cidade e notamos o problema para os pousos e decolagens. Mas, temos a consciência de que tudo que era possível fazer foi feito. Tivemos a ajuda da prefeitura e de técnicos vindos de longe para cá. Estas pendências restantes são normativas e iremos conseguir solucionar. Há necessidade da elaboração de um novo projeto para o Aeroporto, mas isso estamos trabalhando com a prefeitura para frente. A urgência agora são os instrumentos”, explica Jorge HHáOdir.

Por enquanto, na impossibilidade meteorológica de pouso e decolagem, de modo visual, com céu encoberto ou nebulosidade, por exemplo, os passageiros da aeronave da Azul desembarcam em Florianópolis e seguem para Lages com ônibus disponibilizado pela própria empresa aérea. Ao contrário, no caso de decolagens não permitidas, a empresa é responsável pelo fretamento de embarque na capital.

Na semana passada, técnicos da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) estiveram no Aeroporto Federal em vistoria, e a conclusão é de que está tudo certo. A Infracea aguarda o relatório final, lembrando que a Agência não realiza avaliação de aparelhos, atua em outras áreas de fiscalização. Os voos da Azul acontecem às segundas, quartas, sextas e domingos, com pouso às 14h50 em Lages e decolagem às 15h30 para Campinas (SP). Segundo Odir, os voos têm chegado e saído com lotação praticamente máxima. Guardadas as devidas proporções houve poucos cancelamentos.

Tcnicos do_Cindacta_II_esto_em_Lages_desde_segunda2c_onde_seguem_at_sexta-feira_para_vistorias_no_Aeroporto_Federal_1

 
 

Adicionar comentário

Preencha seu

Código de segurança Digite o código de segurança

Gerar nova imagem

Publicidade