Nós queremos conhecer você! Responda a esta rápida pesquisa.

Serra SC Online

Lages

Publicidade

Secretaria Regional emite nota de esclarecimento sobre a Escola Vidal Ramos, em Lages

Publicado por Mário Cesar Silva - 10/08/17 12h03

Diante dos muitos questionamentos, dúvidas e inverdades lançadas nos últimos dias sobre o assunto, a Agência de Desenvolvimento Regional (ADR) de Lages vem a público esclarecer os motivos que embasam a proposta de desativação da Escola de Educação Básica Vidal Ramos, localizada no Centro da cidade.

O gerente regional de Educação, professor Humberto Aloízio de Oliveira, explica que o Ministério Público foi acionado porque membros da comunidade escolar reivindicavam um espaço apropriado para a prática de atividades esportivas e de lazer.

A nova escola foi construída entre 2008 e 2011 com investimentos de R$ 3,1 milhões do Governo do Estado para substituir o antigo Grupo Escolar Vidal Ramos (Colégio Rosa), que mais tarde viria a ser restaurado para abrigar o atual centro cultural administrado pelo Sesc.

Assim, mediante a reivindicação de pais, alunos e professores e atendendo ao chamamento da promotoria de Justiça, a Gered elaborou um estudo de viabilidade técnica e financeira. E a conclusão é de que a construção de um ginásio de esportes seria muito onerosa ao Estado, sendo necessário um investimento de aproximadamente R$ 6 milhões entre compra do terreno e execução das obras.

Dessa maneira, a Gered sugere a desativação da EEB Vidal Ramos e a transferência dos 370 alunos e 12 professores do ensino fundamental para outras escolas da rede estadual, como o Centro Educacional Vidal Ramos Junior e o Colégio Industrial, que dispõem de infraestrutura adequada e ficam bem próximas.

“Ninguém sofrerá qualquer tipo de prejuízo, já que os alunos terão suas vagas garantidas em outras escolas localizadas bem perto da Vidal Ramos e os professores serão realocados com a garantia das respectivas cargas horárias e todos os demais direitos respeitados”, explica o gerente regional de educação.

Humberto de Oliveira lembra que, em 2011, quando foi inaugurada, a escola Vidal Ramos contava com mais de 500 alunos. Atualmente, são menos de 400. O Centro Educacional Vidal Ramos Junior, que chegou a ter 3,5 mil alunos, hoje tem apenas a metade. E em todas as 44 escolas da região, lembra o professor, o número total de alunos baixou de 30 mil para 25 mil somente nos últimos anos.

“Há um grande decréscimo de matrículas na rede estadual de ensino, então podemos muito bem aproveitar os espaços ociosos nas escolas e otimizar os recursos públicos. Por isso consideramos a viabilidade de transferir os estudantes da Vidal Ramos para outras instituições, sem a necessidade de gastar R$ 6 milhões com a construção de um ginásio para atender menos de 400 alunos”.

A proposta da Gered já foi apresentada em audiência pública na Câmara de Vereadores de Lages. Nos próximos dias, será discutida com pais, alunos e professores da escola Vidal Ramos. E, na sequência, será levada ao Ministério Público.

“Toda e qualquer decisão será tomada da maneira mais transparente, consensual e legal possível, garantindo todos os direitos e eliminando qualquer prejuízo à comunidade escolar”, conclui o professor Humberto.

Na região da ADR Lages, a única escola que passa por estudo semelhante é a Vidal Ramos. Não há um prazo determinado para a definição do caso. E se a decisão final for realmente pela desativação, o secretário regional João Alberto Duarte já adianta que o prédio deverá ser cedido ao município para destinação à educação infantil.

“Não existe a menor possibilidade de transferência da ADR para lá. Nem mesmo outros órgãos do Estado, pois isso não é possível,  já que o prédio precisa ser destinado à educação. Se a escola realmente for desativada, a estrutura continuará servindo ao ensino, provavelmente abrigando uma creche do município”, diz o secretário.

vidal.ramos

 

Adicionar comentário

Preencha seu

Código de segurança Digite o código de segurança

Gerar nova imagem

Publicidade