Nós queremos conhecer você! Responda a esta rápida pesquisa.

Serra SC Online

Política

Publicidade

Pastor Marcelo Soares assume vaga na Câmara de Lages

Publicado por Mário Cesar Silva - 03/07/18 12h56

Devido ao afastamento do vereador João Maria Chagas (PSC) pelo período de 60 dias para tratamento de uma doença, a Câmara de Lages tem um novo edil nos próximos dois meses. Assume vaga no Legislativo Lageano o suplente Pastor Marcelo Soares.

Nascido em 27 de outubro de 1972, Pastor Marcelo foi o 35º mais votado para o cargo de vereador de Lages nas eleições municipais de 2016, com 791 votos, sendo o primeiro suplente do Partido Social Cristão (PSC). Natural da cidade de Joinville-SC, Pastor Marcelo é casado com Rose e tem três filhos: Bruna, Augusto e Sara.

Bacharel em Teologia e ligado à Igreja do Evangelho Quadrangular, Marcelo agradeceu a Deus pelo tempo que vai estar na Câmara. “Vim para dar continuidade ao trabalho do vereador Chagas, que infelizmente pegou esta licença para tratar sua saúde, mas toda a nossa comunidade está em prece para que ele possa voltar com saúde e força para representar a cidade e o nosso partido, que não é um partido nanico, mas está caminhando a favor de Lages”, comentou o pastor em seu primeiro discurso no Plenário Nereu Ramos.

Há três anos fui muito bem recebido nesta cidade e me disseram que eu estava vindo pra Princesa da Serra, uma cidade acolhedora, abençoada e que está se encaminhando para o crescimento. A vontade do meu coração é que Lages, pela posição geográfica no estado de Santa Catarina, seja conhecida com a terra das oportunidades. Desejo que os nossos jovens não saiam daqui atrás de oportunidades de emprego e isso passa pela manutenção dos cursos Cedup, que dá condições a estes jovens”, completou o novo vereador de Lages.

 

 

Amarildo Farias agora faz parte da Mesa Diretora

 

A licença médica do vereador Chagas também abriu uma vaga para a Mesa Diretora. Na função de 1º vice-presidente foi nomeado o vereador José Amarildo Farias, o qual ficará no posto pelo período inicial de 60 dias, podendo ser prorrogado por até 180 dias (se Chagas não retornar antes do prazo estipulado). Caso passem seis meses de licença, Amarildo será efetivado no cargo.

Amarildo agradeceu a confiança do presidente Luiz Marin e de toda a Mesa Diretora e entende que este desafio é importante para seu currículo e uma ótima oportunidade de união dentro da Câmara em prol da comunidade.

Pastor Marcelo_Soares_assume_vaga_2

 

Adicionar comentário

Preencha seu

Código de segurança Digite o código de segurança

Gerar nova imagem